Hoje mais do que nunca, temos o mundo em nossas mãos. Somos hiperconectados. Nossa geração que o diga! Isso faz com que também estejamos conectados ao trabalho praticamente 24/7. Ainda mais quando, aventureiros que somos, inventamos de criar nossas empresas e trabalhos dos sonhos. Aí mesmo que não dá pra desconectar um segundo, porque todo o sucesso do nosso trabalho depende apenas de nós. E quanto mais nos dedicamos a ele, mais longe vamos. E… bem, você sabe como nós somos, né?

Esses dias eu estava pensando sobre as ferramentas que temos à nossa disposição e simplesmente não percebemos. O Facebook todo mundo já entendeu que é uma das melhores formas de alcançar o público. Quem não tem Facebook hoje em dia, não é mesmo? É que na timeline tem notícias, vídeos engraçados, reportagens interessantes, fotos de gatinhos fofos, testes de personalidade, jogos, amigos de infância, memes da moda, fofocas de celebridades, resumo do BBB e opa, acabou o dia e eu fiquei aqui no Facebook mais tempo do que esperava. Quem nunca? As empresas também estão no Facebook e já sabem exatamente como prender sua atenção nas fanpages, eventos e ações que às vezes você nem percebe. Isso sem falar nos mecanismos do próprio Facebook pra te convencer que ali é o paraíso digital e você não precisa de mais nenhum site na vida. Afinal, os algoritmos super inteligentes dele captam até as suas últimas pesquisas no Google e oferecem páginas pra você curtir de acordo com elas. Ih, não tinha reparado nisso? Pois é, eles estão te observando também. Fazer o que.

Outra rede social que está aí consumindo seu precioso tempo de vida é o Instagram. Quer você queira ou não, ele também é um dos responsáveis pelo seu vício em celular, afinal, não dá pra ficar sem ver as últimas fotos do crush, os memes da moda, os pets (e no Instagram tem até ouriço de estimação) fofos, as novidades das celebridades, os produtos que as blogueiras anunciam ~discretamente~ e opa, lá se foi mais uma hora do dia só rolando a telinha pra cima e dando like. Preciso dizer que o Instagram é do Facebook? Não, né. 😉

De qualquer maneira, essa é a nossa realidade. Então, por que não usá-la a nosso favor? Como eu sou apaixonada por listas, vou enumerar 5 coisas que você pode fazer pra transformar o Instagram num aliado:

  1. Encontre-se
    Você quer seguidores. E quer que seus seguidores te amem pra sempre. Certo? Sim! Então, antes de mais nada, saiba quem você (ou sua empresa) é, crie uma identidade e encontre sua voz. Escolha uma bela paleta de cores e a explore ao máximo. Crie um personagem pra sua conta. Faça um diário virtual. Descubra uma maneira consistente e constante de passar a sua mensagem.
    Quer ler mais sobre o assunto? Dá uma olhada aqui (em inglês).
  2. Conheça o seu público
    Seus seguidores tem um perfil. Eles te seguem pelo que você posta, mas o que os faz permanecer é a maneira como você lida com seu feed. Preste atenção aos sinais que a sua audiência dá. Perder seguidores é normal, don’t panic! Mas fique atendo aos motivos que o fazem perder seguidores. Boa parte dos unfollows vem de perfis falsos ou daquelas amáveis criaturinhas que seguem alguém esperando o famoso ~segue de volta~ Não caia nessa. E nunca faça isso, aliás. Criaram até um app contra essa prática, ou seja…
  3. Seja memorável
    Quem não é visto não é lembrado, já dizia aquele velho ditado. E quem tem um Instagram muito confuso também não. Então, depois de se encontrar e definir sua voz, faça o possível pra ser visto por quem interessa. Como?
    – Primeiro, tendo um nome de usuário fácil de lembrar, ligado diretamente ao seu negócio (ou à ideia central dele). Se você preferir usar o seu perfil pessoal pra isso, entenda que todas as suas informações de trabalho (tais como site, email e função na empresa) vão precisar estar na sua bio e que aquelas fotos no espelho da academia não serão bem vindas (a menos que você trabalhe com algo relacionado a isso).
    – Segundo, cuidando bem do seu conteúdo. Fazendo um planejamento editorial. Pensando nas fotos antes de postar. Sendo coerente e postando o que a sua audiência espera ver.
    Quer dicas mais específicas? Dá uma olhadinha aqui e aqui (ambos em inglês).
  4. Conecte-se
    Interaja com outro instagrammers. Responda ao máximo de comentários que conseguir e procure ser bastante pessoal. Impessoalidade não combina com rede social. Existem encontros de instagrammers pelo mundo, os chamados instameets. Participe de algum, esteja sempre em contato com pessoas influentes. Inicie um instameet, você pode. Seja uma dessas pessoas influentes.
  5. Promova-se da maneira correta
    Como já mencionamos ali em cima, não dá pra entrar na onda do “SDV”. Mas qual é a melhor maneira de promover a sua conta sem apelar pra seguidores fantasmas ou choramingos virtuais? O meio mais simples é através das hashtags. Descubra quais hashtags tem ligação com o seu projeto e aproveite.
    Quer uma lista de hashtags matadoras? Lá vai (em inglês).

Comece com esses 5 passos. Aos poucos você vai se acostumando com a dinâmica do Instagram e vai ganhando confiança. Já tem alguma dica infalível pra ser ~o cara~ do Instagram? Me conta aí!

E pra não perder a oportunidade, me encontra lá: @redwerneck

 

Quer receber mais conteúdo? Cadastre-se no nosso Clube de Cultura

Renata Coelho Soares de Mello
Produtora cultural. Fotógrafa. Metida a poetisa. Exploradora. Curiosa. Criativa. Renata é daquelas que faz tudoaomesmotempoagora. Uma de suas maiores paixões é cair no mundo. Aproveita suas viagens pra absorver outras culturas e aprender como as pessoas se relacionam com suas cidades. Formada em Produção Cultural pela UFF, atuou em diversos segmentos até descobrir que seu caminho era empreender. Hoje, pós-graduanda em Turismo na UFF (sua segunda casa), está à frente do projeto Explore Niterói e vai compartilhar um pouco das suas pesquisas sobre turismo cultural, cidades e pessoas. Prontos pra fazer as malas?

DÊ SUA OPINIÃO