“Frida on White Bench,” photograph by Nickolas Muray, 1939. Submitted image

A presente exposição que se encontra na Caixa Cultura do Rio de Janeiro traz nada mais que uma das maiores artistas que já existiu, Frida Kahlo.

Uma artista sem igual, Frida faz parte do imaginário artístico que percorre entre as escolas e os apaixonados por arte. Uma lenda que transformou a sua vida em obra de arte. Seu trabalho percorre tudo o que experimentou em vida e mostra para o espectador o que sente. Suas dores, seu acidente no bonde em que quase morre, o momento em que perde seu filho e seu amor por Diego Rivera.

Mesmo quando conhecemos sobre sua vida e nos deparamos com suas obras uma primeira vez, percebemos que não há como separar seu trabalho da própria artista. Com uma obra intimista e bastante sensível, suas telas são páginas de um diário que contam a história de uma mulher que lutou e se colocou a frente de seu tempo. Sempre viva e inquieta, Frida transcendeu o que era banal na época e viveu de modo intenso. Entre tequilas e conversas sobre marxismo, encontramos nos seus quadros sua grande paixão por Diego Rivera.

the-broken-column-by-frida-kahlo-osa164

Vale ressaltar que mesmo sem esconder o seu casamento conturbado com Rivera, Frida era extremamente apaixonada pelo artista e ele sempre a tratava como uma deusa.

Frida tinha uma personalidade forte, vivia entre bares e questionava sua vida a todo momento. Ela era pulsante e criou telas com sublime sensibilidade e inteligência. Isso fez com que a família muitas vezes não aceitasse a sua conduta e questionasse suas ações.

marxism-will-give-health-to-the-sick-1954

Admirar plasticamente cada tela da artista é correr entre seus signos oníricos. Respeitar nas figuras e nos seus autorretratos a sua habilidade com os meios plásticos e a vontade de realçar o poder feminino.

Stitched Panorama
Stitched Panorama

A exposição intitulada Frida Kahlo – Conexões entre mulheres surrealistas no México, traz obras de Frida e de outras artistas mexicanas mostrando a sua influência sobre o trabalho delas. Ver a relação entre a produção dessas artistas mexicanas situa a obra de Frida Kahlo e afirma a sua força plástica e peculiar.

“Pensaram que eu era surrealista, mas nunca fui. Nunca pintei sonhos, só pintei a minha própria realidade.” – Frida Kahlo

 

Exposição Frida Kahlo – Conexões Entre Mulheres Surrealistas no México

Data: 30/01/2016 a 27/03/2016

Local: Caixa Cultural (Rio de Janeiro)

 

Quer receber mais conteúdo? Cadastre-se no nosso Clube de Cultura

 

Aldene Rocha
Nascido como um artista bastardo e um eterno aprendiz, se formou em belas artes por uma paixão de menino e seguiu levando ela até o além. Desenvolve trabalhos artísticos em diferentes mídias como vídeo, modificações em jogos eletrônicos, fotografias, instalações e intervenções urbanas. Participou de exposições coletivas e foca a sua pesquisa nas novas mídias aliada à teoria do cinema, na fotografia e na arte contemporânea. Mesmo não parecendo, curte uma praia e joga videogame nas horas vagas.

DÊ SUA OPINIÃO