Empreendedores tem algumas manias curiosas. Inventam métodos, criam planilhas pra coisas que não existem, rabiscam paredes, invertem horários de trabalho e até seguem rotinas vez ou outra. Mas o que todos os empreendedores têm em comum é o dom da multitarefa. Sim, empreendedor roots faz tudo-ao-mesmo-tempo-agora. Todos os dias!

Eu mesma, to aqui escrevendo o artigo de hoje sobre empreendedorismo pra vocês enquanto edito as fotos do evento de ontem e faço pesquisas de turismo pro projeto de amanhã. É como se tivesse três personalidades diferentes trabalhando ao mesmo tempo em mim.

A vida de um empreendedor não é tão fácil quanto parece. Se você pensa que empreender se resume a trabalhar em casa e poder ligar a Netflix no meio da tarde pra relaxar, larga essa vida agora enquanto é tempo, isso não é pra você. Empreender é ralar, mas ralar muito! E, sim, aprender a fazer várias coisas ao mesmo tempo. Não que isso seja exatamente a melhor ideia do mundo.

Não sei o que dá na gente, que desenvolve logo de cara essa habilidade. Listar tarefas enquanto liga pra um fornecedor, fazer brainstorm enquanto pesquisa tendências, criar projetos enquanto revisa artigos… tudo o que acontece no dia de um empreendedor tem potencial pra despertar outro processo criativo e outro e outro e isso nunca termina.

A grande verdade é que, na maioria das vezes, a gente sofre muito com isso. Fazer mil coisas ao mesmo tempo é quase sempre fazer nada. Ou fazer uma coisa muito bem e outras mais ou menos. Ou fazer tudo mal. Raramente a gente consegue fazer tudo muito bem quando realiza mais de uma tarefa importante ao mesmo tempo.

Claro, quando a gente trabalha por conta própria, é muito mais difícil cumprir prazos e finalizar tarefas essenciais pra um projeto andar, porque demanda um pouco mais de tempo do que quando a gente tem uma equipe inteira dedicada àquilo e dividindo tarefas pra tudo acontecer da melhor maneira possível. Mas acreditem, não é impossível.

Organização é a palavra de ordem pra um empreendimento ser bem sucedido, seja ele qual for. Sendo “empreender” realizar algo, quando você decide viajar, por exemplo, já está pondo em prática um empreendimento. E você não vai querer viajar sem saber como é o clima, a cultura e alguns hábitos do lugar pra onde vai, não é mesmo? Então uma pesquisa básica antes de fechar o destino das próximas férias já vai te ajudar a perceber qual tipo de roupa você deve levar e qual tipo de mala é ideal pra você. E você também vai ter alguma ideia do tempero típico da culinária daquele local e vai saber se precisa levar o antialérgico ou se vai sobreviver a todos os pratos tradicionais. Um checklist do que levar vai te ajudar na hora de fazer as malas e vai te deixar mais seguro em relação ao peso da mochila e às vestimentas necessárias pra não passar frio nem calor demais. Se você for mochilar, é melhor ter um bom preparo físico pra aguentar subidas e descidas carregando peso ou bebendo pouca água, então um pouquinho de academia antes não faz mal. Uma pasta pra guardar os documentos, passagens e passaporte vai ajudar a manter os papéis importantes reunidos e você vai saber exatamente onde eles estão numa emergência. E assim por diante.

A vida de empreendedor é mais ou menos como essa jornada aí de um viajante. Tem uma série de etapas que precisam ser cumpridas, mas a gente insiste em atropelar e fazer todas juntas. Seguir uma ordem, um planejamento, dividir tarefas em metas e se organizar pra cumpri-las é a melhor maneira de executá-las bem.

Existem diversas técnicas de organização, divisão de tarefas, planejamento, gestão do tempo e produtividade (inclusive, já falamos de algumas por aqui e ainda falaremos de outras ao longo da existência desta coluna). Você precisa escolher o que cabe melhor na sua rotina e maneira de atuar e pôr em prática! Como tudo na vida, começar é sempre o mais difícil. Então deixa essa preguiça de lado, sai da mesmice e vai tentar uma técnica diferente se as suas não funcionaram até agora. Vai listar prioridades e cumpri-las antes de abrir o Facebook pra não dar chance do bichinho da procrastinação te morder logo no começo do dia. Vai adiantar um upload de arquivos no Dropbox pra ganhar tempo, mas escreve mais uma página do projeto enquanto os arquivos sobem. Deixa pra assistir àquele TEDtalk no intervalo do almoço. Aprende a usar seu tempo ocioso pra acumular conhecimento. Existem muitas ferramentas pra aumentar a sua capacidade de produção sem que você precise fazer tudo ao mesmo tempo. Encontre a que melhor se adapta a você e execute.

Infelizmente não estamos em Hogwarts e não tem professora McGonagall pra nos dar um vira-tempo. Então cria bons hábitos agora pra não se desesperar depois. Deixa essa coisa de mil e uma utilidades pr’aquela palha de aço que a gente conhece.

O time-turner da capa veio daqui.
Renata Coelho Soares de Mello
Produtora cultural. Fotógrafa. Metida a poetisa. Exploradora. Curiosa. Criativa. Renata é daquelas que faz tudoaomesmotempoagora. Uma de suas maiores paixões é cair no mundo. Aproveita suas viagens pra absorver outras culturas e aprender como as pessoas se relacionam com suas cidades. Formada em Produção Cultural pela UFF, atuou em diversos segmentos até descobrir que seu caminho era empreender. Hoje, pós-graduanda em Turismo na UFF (sua segunda casa), está à frente do projeto Explore Niterói e vai compartilhar um pouco das suas pesquisas sobre turismo cultural, cidades e pessoas. Prontos pra fazer as malas?

DÊ SUA OPINIÃO