O diretor do Ballet Nacional da Sodre (SNB), Julio Bocca, ex-bailarino reconhecido internacionalmente, anunciou na última semana que pediu licença de seu cargo por tempo indeterminado. Será substituído temporariamente por Sofia Sajac, ex-solista da companhia que já trabalhava como ele desde o início de sua gestão.

Bocca assumiu o cargo em junho de 2010. O bailarino argentino que deixou os palcos em 2007, foi responsável por revitalizar a companhia estatal do Uruguai, conferindo-lhe grande notoriedade internacional.

No final do ano passado, Julio já enfrentou certo embate em relação a renovação de seu contrato com o SNB. Disse que estava avaliando questões pessoais e expressou interesse em manter contratos anuais, como o resto da companhia.

“Eu gostaria de continuar, eu me sinto confortável e feliz. Mas existe um cansaço por ter que lutar sempre com as mesmas coisas no país, que avançam e depois retrocedem”, afirmou Julio.

Confira a carta aberta de Julio à opinião pública:

Carta Julio Bocca1

 

Conheça um pouco da biografia de Julio Bocca:
Julio Bocca
Julio Bocca

Julio Bocca nasceu em Buenos Aires, onde começou a aprender, com quatro anos, a arte do ballet clássico. Aos sete anos, tornou-se um talento promissor ao ser aceito na Escola Nacional de Dança, de onde progrediu para participar do Instituto Avançado de Artes, no Teatro Colón, em 1975.

Em 1981, foi convidado para participar da companhia do Teatro Colón, onde se tornou o bailarino principal. Aos 18 anos, Julio Bocca ganhou a medalha de ouro na Competição Internacional de Ballet, em Moscou, na Rússia, consagrando-se entre os vinte melhores dançarinos do século XX. A partir do reconhecimento mundial, ele foi convidado por Mikhail Baryshnikov para se juntar ao corpo de baile do American Ballet Theater (ABT), assinando um contrato que permitia sua participação em outras companhias.

Julio Bocca aproveitou seu prestígio e dançou como convidado em diversas companhias do mundo: La Scala (Milão), Ópera de Paris, Ballet Kirov, de São Petersburgo, Royal Danish Ballet, maior companhia da Dinamarca, Royal Ballet e Ballet Bolshoi.

Com nove prêmios internacionais no currículo, Bocca se tornou uma grande  referência no mundo da dança!

Assista um pouquinho deste grande bailarino pelos palcos do mundo!

 

Quer receber mais conteúdo? Cadastre-se no nosso Clube de Cultura

Liana Vasconcelos
Bailarina formada pela Escola Estadual de Dança Maria Olenewa (Fundação Theatro Municipal do Rio de Janeiro) e pela Royal Academy of Dance, de Londres. Conta em seu currículo com diversas premiações em concursos nacionais e internacionais. Ganhou, em 2009, o prêmio de melhor bailarina no Seminário de Dança de Brasília e foi agraciada com uma bolsa de estudos para o Conservatório de Dança de Viena. Pertenceu à Cia. Jovem de Ballet do Rio de Janeiro, São Paulo Companhia de Dança e se apresenta como bailarina convidada em diversos festivais de dança no Brasil. É Bacharel em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF), com a monografia “Memória da Dança: Importância, Registro, Preservação e Legado”. Fez parte do elenco da novela “Gabriela”, da Rede Globo de televisão como bailarina/atriz. Foi contratada pela São Paulo Companhia de Dança, como Pesquisadora, para elaborar duzentos verbetes relativos à dança no Rio de Janeiro, para a enciclopédia online “Dança em Rede”, criada por esta companhia. É também colunista de dança no Blog Radar da Produção É bailarina-intérprete e produtora, junto ao diretor Thiago Saldanha e a coreógrafa Regina Miranda, do projeto “Corpo da Cidade”, uma experimentação em vídeodança que busca dialogar o corpo dançante da bailarina clássica com as transformações urbanas que a cidade do Rio de Janeiro vem sofrendo. Atualmente, é bailarina contratada do Corpo de Baile do Theatro Municipal do Rio de Janeiro É apaixonada pelas artes cênicas, espectadora frequente dos teatros do Rio de Janeiro, ama viajar e vive em eterna dança.

DÊ SUA OPINIÃO