Escrevo esse artigo, em primeiro lugar, pra mim. Minha última semana foi bem pouco produtiva apesar do contingente de trabalho e do feriado incrivelmente recarregador de baterias em Inhotim. Mesmo trabalhando com o que se gosta, a gente passa por altos e baixos e nem tudo são flores no mundo da criatividade. Vai ter céu azul e cachoeira. Mas também vai ter dia nublado e seca. E pra combater os dias de desânimo e procrastinação, preparei uma listinha (só pra variar) com 5 das melhores ideias que alguém poderia ter pra vencer o baixo astral.

  1. Guarde a cobrança no bolso

Sim, a mesma cobrança que te faz ser autocrítico quando precisa pode te atrapalhar na hora da desmotivação. Se você se cobrar demais, vai perceber que mais da metade das suas metas estão longe de serem cumpridas e vai achar que está fazendo tudo errado e que não saiu do lugar. O que não é verdade. Você sabe que não é verdade. Mas quando o desânimo bate, nem a melhor conquista da semana vai te fazer feliz. Portanto, deixe a cobrança de lado e se dê um tempo. Descanse a cabeça, faças as coisas com mais calma até o gás voltar. Empreendedores são, em sua maioria, criativos e nem toda pressão é válida no que se trata de inspiração e criatividade. Diminua a marcha, é melhor fazer menos coisas do que não fazer nada.

  1. Tenha uma carta na manga

Uma carta na manga é sempre a sacada genial. Deixe guardado em algum lugar uma listinha de inspirações que te ajudem a sair da inércia. Se você, como eu, trabalha com produção de conteúdo, deixe uma lista de temas extras no fundo da gaveta e se jogue nas pesquisas. Pesquisar vai te ajudar a ter bagagem suficiente pra produzir o que você precisar naquele momento e ainda vai te aumentar o baú de referências para projetos futuros. Além de tudo, conhecimento não ocupa espaço e você vai se abastecer de mais elementos na sua composição.

  1. Disciplina é o segredo

Quando a gente trabalha pra si mesmo, parece que tudo são flores só porque a gente não tem um chefe pentelho perturbando a cada meia hora sobre o andamento de algum projeto. Isso é bom, mas pode ser muito ruim também. Se você é do tipo que precisa de um empurrãozinho pras coisas caminharem, não deixe a preguiça falar mais alto, porque senão ela vai te vencer. Mantenha a rotina, mesmo que você não tenha vontade. Seja um pouco mais rígido com horários e evite ao máximo ter distrações. Sempre tem aqueles dias que a chuva caindo lá fora vai conseguir ser mais interessante do que o trabalho te esperando no computador do lado de dentro, mas você pode se controlar pra vencer isso. Uma dica boa que eu vi esses dias é contar aos seus amigos (ou familiares ou companheiro/a) seus objetivos e o caminhar do seu trabalho. Assim, você vai ter, de certa forma, alguém acompanhando a sua evolução. Toda vez que te perguntarem sobre o andamento do seu projeto, você vai dizer as coisas que conquistou e as que ainda planeja fazer. E vai se mexer um pouco mais pra ter sempre uma novidade quando a próxima pergunta vier.

  1. Abra o baú

Se você ta vendo que o negócio não vai andar de jeito nenhum, nem sob reza braba, o negócio é abstrair. Sair mesmo daquilo ali e buscar outra forma de inspiração. Vai fazer alguma atividade que te ajude a melhorar a concentração (como tocar algum instrumento ou fazer yoga), que te aumente os horizontes (pesquisar bandas novas ou ver aquele filme num idioma totalmente bizarro), que produza endorfina (pedalar ou caminhar sempre funcionam) ou que pelo menos te tire da deprê de ficar em frente a uma tela em branco que não vai se completar sozinha. Saia da zona de conforto, mais uma vez. Literalmente. Vá espairecer. Mas faça sempre alguma coisa que possa te acrescentar e ajudar a retomar a concentração, inspiração, motivação.

  1. Relaxe

É uma tristeza tentar avançar com um projeto e não conseguir, ne. Ficar ali vendo tudo parado, como se nunca mais fosse sair do lugar. Mas lá no fundo, você sabe que é só uma fase e que não vai durar pra sempre. Então não se preocupe. Não é o fim do mundo. Descanse a mente e perceba que as coisas vão voltar ao normal. Liste toda as conquistas que você já alcançou com esse projeto e comemore as mais importantes. Incorpore isso ao seu cotidiano. Comemorar as menores conquistas ajuda a ter em mente que é possível chegar ao fim do projeto e vê-lo pronto, mas que as pequenas coisas é que vão te fazer caminhar até lá. Pense no seu objetivo final e saiba que ele está mais perto do que antes e que você só precisa continuar a nadar trabalhar.

Uma frase pra manter à vista: celebrate every tiny victory. Porque toda conquista é válida e deve ser comemorada.

Imagem: cena do filme Super Xuxa contra o Baixo Astral
Renata Coelho Soares de Mello
Produtora cultural. Fotógrafa. Metida a poetisa. Exploradora. Curiosa. Criativa. Renata é daquelas que faz tudoaomesmotempoagora. Uma de suas maiores paixões é cair no mundo. Aproveita suas viagens pra absorver outras culturas e aprender como as pessoas se relacionam com suas cidades. Formada em Produção Cultural pela UFF, atuou em diversos segmentos até descobrir que seu caminho era empreender. Hoje, pós-graduanda em Turismo na UFF (sua segunda casa), está à frente do projeto Explore Niterói e vai compartilhar um pouco das suas pesquisas sobre turismo cultural, cidades e pessoas. Prontos pra fazer as malas?

DÊ SUA OPINIÃO