Ontem o dia foi de festival, mas com algo diferente, tinha um ar de despedida, afinal, foi lindo, mas acabou, foi de encher os olhos e de encher de lagrimas, delírios, sorrisos, palmas, e eu garanto em nome de todos, que vai deixar saudades. Último dia do 33º Festival de Dança de Joinville e todos se perguntam “Já acabou?”, “Por que não durar o mês todo ou o ano todo?”. Foram 11 dias de pura adrenalina, para os competidores, de desafios para os jurados e de alegria para a platéia. Onze dias de pura dança, de arte e cultura; onze dias em que todos respiraram dança! Foram 230 mil pessoas no maior festival de dança do mundo e foi impossível não sentir o calor da multidão que fizeram amizades eternizadas. E o que vai acontecer a partir de hoje? Apenas a torcida de todos para que o ano passe rápido para a próxima edição do evento que faz Joinville “dançar, dançar, dançar e ser feliz…”.

A noite dos campeões trouxe ao palco do Centreventos Cau Hansen 25 coreografias de 20 grupos e escolas vencedores da mostra competitiva, foram apenas os melhores, aqueles que trouxeram a criatividade e a técnica unidas em cada passo de suas apresentações.

Foram diversos estilos, cada gênero e subgênero trazendo o que há de melhor em sua área e levando o reconhecimento pelo trabalho suado.

A noite teve também participações especiais de dois grupos que obtiveram a melhor nota, mas que foram desclassificados por exceder o tempo limite estabelecido pelo festival, e premiações para o melhor bailarino, melhor bailarina, coreógrafo revelação, bailarino revelação e melhor grupo, todos ganhando, além, de medalha de ouro, um prêmio em dinheiro.

Uma noite emocionante, com a “casa” lotada e todos esperando pelo espetáculo que foi ovacionado em praticamente todas as apresentações.

Ontem pela manhã, teve uma coletiva de imprensa com os ganhadores dos prêmios especiais e com a curadoria do festival de dança, que explicou sua forma de julgar as coreografias aprovadas para palcos abertos e noites competitivas. Os bailarinos e coreógrafos que receberam os prêmios especiais (melhor bailarino, bailarina, grupo, coreógrafo revelação e bailarino revelação), disseram o quanto se sentiam realizados e felizes por verem seus trabalhos e tanta dedicação sendo reconhecidos pelo maior festival de dança do mundo.

 

 

O festival se despede com o desejo de voltar tão rápido quanto acabou, ano que vem teremos mais onze dias de emoções e histórias para contar, com encontros e reencontros no maior “festival de emoções do país”.

A TagCultural parabeniza a todos os participantes e agradece aqueles que colaboraram com esse grande evento.

“Eu, Filipe de Souza agradeço a todos e espero ter conseguido repassar todo o sentimento que vivi nesses dias maravilhosos de festival de dança. Até breve.”

Confira a lista dos primeiros colocados por categoria:

 

  • Balé Clássico de Repertório – Variação Feminina – Júnior

Bailarina: Giovanna Pessoa

Grupo: Ballet Marcia Lago – Cidade: São Paulo/SP

Coreografia: Harlequinade – Coreógrafo: Petipá

Remontada por: Márcia Lago

 

  • Balé Clássico de Repertório – Variação Masculina – Júnior

Bailarino: Victor Caixeta

Grupo: Vórtice Escola de Danças – Cidade: Uberlândia/MG

Coreografia: Lago dos Cisnes – Coreógrafo: Petipá

Remontada por: Vladimir Rybyakov

 

  • Balé Clássico De Repertório – Conjunto – Júnior

Grupo: Balé Juvenil Centro Cultural Gustav Ritter – Cidade: Goiânia/GO

Coreografia: O Despertar de Flora – Coreógrafo: Petipá

Remontada por: Grazielle Mattos e Simone Malta

 

  • Balé Clássico de Repertório – Variação Feminina – Sênior

Bailarina: Isabella Rodrigues

Grupo: Raça Centro De Artes – Cidade: São Paulo/SP

Coreografia: Odile – Coreógrafos: Petipá e Ivanov

Remontada por: Tadheo De Carvalho

 

  • Balé Clássico de Repertório – Variação Masculina – Sênior

Bailarino: Marcos Vinicius Souza

Grupo: CEP em Arte Basileu França – Cidade: Goiânia/GO

Coreografia: Esmeralda – Coreógrafo: Petipá

Remontada por: Simone Malta

 

  • Balé Clássico de Repertório – Grand Pas-de-Deux – Sênior

Bailarinos: Isabella Rodrigues e Ruan Martins

Grupo: Raça Centro de Artes – Cidade: São Paulo/SP

Coreografia: Esmeralda – Coreógrafo: Petipá

Remontada por: Tadheo De Carvalho

 

  • Balé Clássico de Repertório – Conjunto – Sênior

Grupo: Cia de Ballet Adriana Assaf – Cidade: São Paulo/SP

Coreografia: La Sylphide – Coreógrafo: Taglioni

Remontada Por: Adriana Assaf

 

  • Balé Neoclássico – Conjunto – Sênior

Grupo: CEP em Arte Basileu França – Cidade: Goiânia/GO

Coreografia: Lamentus de um Templo Suspenso – Coreógrafa: Carolinne Segurado

 

  • Balé Neoclássico – Solo Masculino – Sênior

Bailarino: Marcos Vinicius De Souza

Grupo: CEO em Arte Basileu França – Cidade: Goiânia /GO

Coreografia: Rojo – Coreógrafo: Fabiano Lima

 

  • Dança Contemporânea – Duo – Sênior

Bailarinos: Ricardo Alves e Raul Arcacgelo

Grupo: Espaço Artístico – Nicole Vanoni – Cidade: Curitiba/PR

Coreografia: Suspenso – Coreógrafo: Ricardo Scheir

 

  • Jazz – Conjunto – Júnior

Grupo: Grupo Ioa Dança – Cidade: Jundiaí /SP

Coreografia: Deixe Entrar! – Coreógrafa: Luana Espíndola

 

  • Jazz – Solo Feminino – Sênior

Bailarina: Julia Meirelles

Grupo: Eliane Fetzer Centro de Dança – Cidade: Curitiba/PR

Coreografia: As Rosas do Outro Lado – Coreógrafa: Eliane Fetzer

 

  • Jazz – Solo Masculino – Sênior

Bailarino: Ricardo Pereira

Grupo: Espaço Artístico – Nicole Vanoni – Cidade: Curitiba/PR

Coreografia: Um Olhar para um Homem – Coreógrafo: Edson Santos

 

  • Jazz – Duo – Sênior

Bailarinos: Monise Marques e Alan Melo

Grupo: Grupo de Dança Anderson Couto – Cidade: São Paulo/SP

Coreografia: Respostas Sem Perguntas – Coreógrafo: Anderson Couto

 

  • Jazz – Conjunto – Sênior

Grupo: Eliane Fetzer Centro se Dança – Cidade: Curitiba/PR

Coreografia: Ruídos e Paixões – Coreógrafa: Eliane Fetzer

 

  • Danças Populares – Conjunto – Júnior

Grupo: Grupo de Dança do Departamento de Cultura de Gaspar

Cidade: Gaspar/SC – Coreografia: Singkil

 

  • Danças Populares – Conjunto – Sênior

Grupo: Academia Elizabeth Vinader – Cidade: Fernando De La Mora – Paraguai

Coreografia: Mistico Ritual Samskara – Coreógrafa: Angel Ovelar

 

  • Danças Urbanas – Conjunto – Júnior

Grupo: Street Extreme Cia de Dança – Cidade: Curitiba/PR

Coreografia: O Caminho Do Nirvana – Coreógrafo: Eladio Prados Neto

 

  • Danças Urbanas – Solo Feminino – Sênior

Bailarina: Francina Manson

Grupo: Grupo Sigma – Cidade: Bauru /SP

Coreografia: Wackitri – Coreógrafa: Francina Manson

 

  • Danças Urbanas – Solo Masculino – Sênior

Bailarino: Vinícius Azevedo

Grupo: Vini Azevedo – Cidade: São Paulo/SP

Coreografia: O Que dá ao Homem o Mínimo de Unidade Interior é a Soma de Suas Obsessões Coreógrafa: Tati Sanchis

 

  • Danças Urbanas – Duo – Sênior

Bailarinos: Bruno Soares e Leonardo Holand

Grupo: Maniacs Crew – Cidade: Joinville/SC

Coreografia: Rock Dance Roll – Coreógrafo: Bruno Soares

 

  • Danças Urbanas – Conjunto – Sênior

Grupo: Avulsos – Cidade: Blumenau/SC

Coreografia: Ô Zeca – Coreógrafa: Bruna Georgi

 

  • Sapateado – Solo Masculino – Júnior

Bailarino: Igor Monteiro

Grupo: Grupo De Dança Ana Araújo – Cidade: São José dos Campos/SP

Coreografia: My Way – Coreógrafa: Ana Paula Veneziani

 

Sapateado – Conjunto – Júnior

Grupo: Sheila´S Ballet – Cidade: Piedade/Sorocaba/SP

Coreografia: Me Dá O Tom… – Coreógrafas: Sheila e Helga Santos

 

  • Sapateado – Conjunto – Sênior

Grupo: Centro Coreográfico Leandro Netto – Cidade: Fortaleza/CE

Coreografia: Divino – Coreógrafo: Leandro Netto

 

 

Foto da capa: Nilson Bastian
Filipe Souza
Filipe Souza, 19 anos, estudou na Escola Municipal de Ballet de Joinville e atualmente está no último ano de Dança Contemporânea na Escola do Teatro Bolshoi no Brasil. Além disso, também fez cursos livres e workshops de dança clássica, contemporânea e jazz.

DÊ SUA OPINIÃO