Fale conosco

Tem alguma dúvida, sugestão ou reclamação? Queremos saber!

 

contato@tagcultural.com.br

Quer fazer parte da nossa equipe?

Quer ser um dos nossos colunistas ou atuar em outras funções do site? Mande seu e-mail com CV e objetivos. Prometemos responder todos os e-mails!

queroser@tagcultural.com.br

Anuncie no site!

Tem um projeto ou empresa cujo público-alvo navega no nosso site? Entre em contato e saiba mais sobre nossos espaços de mídia.

comercial@tagcultural.com.br

“De certa forma o trabalho de um crítico é fácil, nos arriscamos pouco e temos prazer em avaliar com superioridade os que nos submetem seu trabalho e reputação. 

Ganhamos fama com críticas negativas que são divertidas de escrever e ler. Mas a dura realidade que nós críticos devemos encarar é que, no quadro geral, a mais simples porcaria talvez seja mais significativa do que a nossa crítica.

Mas, há vezes em que um crítico arrisca de fato alguma coisa, quando descobre e defende uma novidade.

O mundo costuma ser hostil aos novos talentos, às novas criações, o novo precisa ser incentivado! […]

Nem todos podem se tornar grandes artistas, mas um grande artista pode vir de qualquer lugar!”

Anton Ego – Ratatouille

Pode parecer estranho abrir um texto sobre nosso editorial com uma citação de um desenho animado, mas a verdade é que nada além poderia ser mais autêntico para a ocasião. Seria uma falácia falar que eu não penso nessa parte do filme com frequência, sendo responsável pelo conteúdo de um site que tem por principal exercício avaliar e pensar sobre a cultura.

O conteúdo do TagCultural está dividido simbolicamente em 3 grandes áreas: Análise e reflexão, Crítica e Notícias. A primeira foi a força motriz do projeto, desenvolver um espaço no qual pessoas especializadas e entendidas de determinada área pudessem fazer análises e reflexões sobre assuntos diversos. O objetivo, além da reflexão, era a expansão do debate e do tema. Costumo falar que são nossos textos sem data de validade. Pegue um texto de literatura, por exemplo, publicado a um ano atrás e ele dificilmente não passará a sensação que poderia ter sido publicado hoje.

As críticas são as mais frágeis: amadas e odiadas. É paradoxal como ninguém gosta de ser criticado, mas ao mesmo tempo tem a necessidade agradar aos outros e saber o que estão achando. Cair nas graças do povo, fazer sucesso, tudo envolve uma boa dose de avaliação, afinal, todo mundo tem opinião pra tudo! A crítica é um departamento de muitos poréns, sendo dois muito importantes: o primeiro é que a crítica, se, e apenas se, construtiva, leva ao crescimento e ao desenvolvimento. É isso que a torna válida. O segundo é que estamos no Brasil e falando de cultura, contextualizar é preciso, mas sem servir de desculpas. Em um país com menos de 1% do Orçamento Anual sendo investido na área, com uma política cultural extremamente defasada e investimentos financeiros precários, qualquer projeto cultural que se concretize no Brasil já é louvável.

Respeito pelo projeto/produção/profissionais e a realização de críticas construtivas, sempre. São as indicações editoriais para os textos de Crítica.

A última, e bem popular, é a notícia, aquela velha conhecida da maioria da mídia. Leva a informação a quem precisa e se esgota algum tempo depois. Porém tão importante para disseminar os acontecimentos por esse Brasil a fora e poder nivelar o discurso em torno da área.

Focamos exclusivamente em conteúdo artístico-cultural. Não temos jornalistas diplomados escrevendo sobre um assunto sorteado na pauta do dia, mas profissionais da cultura, que possuem facilidade com a escrita, compartilhando conhecimento sobre suas especialidades. Selecionamos cada um dos nossos colunistas com muito critério para ter certeza que iremos proporcionar o melhor conteúdo e até hoje não erramos.

Trabalhamos com indivíduos que expressam suas opiniões e são incentivados para tal, mas assim como cada um possui um ponto de vista diferente, o deles pode ser diferente do TagCultural. Por isso, deixamos claro que a opinião dos colunistas, não reflete a opinião da empresa, mas reafirmamos seus direitos de serem ouvidos. 

Que todos possam desfrutar do nosso conteúdo.

Juliana Turano
Sócia – Diretora de Conteúdo