O ballet é mundialmente reconhecido pelos seus movimentos rigorosos e cheios de técnica coordenados com a música clássica. Porém, essa arte de mais de 400 anos volta e meia fascina os produtores e diretores de clipes musicais, que nos últimos anos têm incluído esta dança em seus clipes cheios de energia demostrando toda atualidade e beleza do gênero.

E para comprovar isso, fizemos uma lista com 8 clipes que trazem o ballet como elemento principal da cena:

1) Coldplay – True Love (2014)

A música com ritmo de baladinha introspectiva faz parte do sexto álbum da banda britânica, entitulado Ghost Stories. Já no começo do clipe uma menina faz audição para uma apresentação de ballet e por não se encaixar nos padrões físicos pré-determinados para a dança, é rejeitada. A história se desenrola a partir daí  até ela encontrar seu “amor verdadeiro” no final da récita. A questão da dança acaba sendo esquecida, mas vale o questionamento inicial e nos lembra um pouco também da história de uma bailarina que foi rejeitada diversas vezes pelo seu biofísico e hoje é primeira bailarina do American Ballet Theater, Misty Copeland.

2) Taylor Swift – Shake It Off (2014)

A vencedora de 3 Grammys com o CD “1989″ não dança ballet, (Aleluia!), mas usa essa e outras danças para mostrar que não importa o que aconteça, você deve continuar dançando! Ou pelo menos é isso que a gente entende juntando a letra e o clipe.

3) Paramore – Still Into You (2013)

Prepare para mexer sua perna e cabeça enquanto ouve esse. Um clipe colorido, divertidíssimo e cheio de referências! Mas o que 6 cisnes brancos, de pontas de pé frouxas estão fazendo no meio desse video ainda é meio nebuloso. Mas chuto uma comparação entre o amor de Odette pelo príncipe Siegfried e da personagem descrita na música. 

4) Florence + The Machine – Spectrum (2011)

Se o ballet no clipe do Paramore era de sentido nebuloso, no da Florence é simplesmente uma escolha artística. Sem procurar muito sentido, o clipe é dinâmico, bem feito, com mais cisnes e surpreende por adotar um corpo de baile misto que mistura clássico e contemporâneo. Uma beleza muito bem coreografada de ser vista. 

5) Kanye West – Runaway (2010)

São 8 minutos de ballet. O trecho faz parte do filme Runaway e não, não é o The Runaways com a Kristen Stewart e Dakota Fanning sobre a banda de nome homônimo. É um curta metragem que o Kanye West dirigiu (!!!) sobre o romance entre um homem e uma mulher metade humana e metade fênix.

6) Belinda – See A Little Light (2008)

Se você tem mais que 20 anos, do fundo da sua memória, você conhece essa música. E porque não colocar a cantora mexicana tendo aulas de ballet e caindo repetidamente durante os changements? Então vamos ao vídeo:

7) Kings Of Convenience – I’d Rather Dance With You (2004)

Outra professora malvada ataca e expulsa o pobre menino que só queria dançar do jeito dele na aula de ballet. Mas não tem problema! Ele volta e revoluciona tudo! O figurino ainda lembra o do personagem Paulie Bleeker do filme Juno (2007), interpretado por Michael Cera. Um clipe super fofinho com uma música lindinha. Só não é mais fofo que um video de gatinhos.

8) Hole – Violet (1994)

E agora de volta do túnel do tempo, a banda Hole. Entusiasmado (que você também pode ler como: barulhento, gritaria, pauleira) e safadinho (se você tem menos de 16 anos, é melhor pular pro próximo), esse clipe vale a menção pela idade e por não fazer referência a Lago dos Cisnes e sim, O Quebra Nozes! Assista longe de crianças.

BÔNUS: Hozier – Take Me to Church (2015)

Esse clipe não é oficial e por isso entra na lista como extra, mas fez tanto sucesso nas redes sociais (mais de 8 milhões de visualizações) que não poderia ficar de fora.

Gravado pelo bailarino ucraniano Sergei Polunin, com coreografia de Jade Hale-Christofi e direção de David LaChapelle, é uma prova de como o ballet se mantém atual e versátil. A mistura dos passos clássicos e da música, que não é convencional para essa dança, resulta nessa linda obra de arte.

Quer receber mais conteúdo? Cadastre-se no nosso Clube de Cultura

Juliana Turano
Bacharel em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense e pós-graduada em Gestão Empresarial e Marketing pela ESPM. Idealizadora e gestora do site TagCultural e projetos derivados, trabalhou como produtora de importantes empresas como Grupo Editorial Record, Espaço Cultural Escola Sesc e Rock in Rio, nas edições de Lisboa 2012 e Brasil 2013. Megalomaníaca, criativa, entusiasta da música e do ballet clássico, não perde um espetáculo de dança do Theatro Municipal do Rio de Janeiro ou um festival de música legal. Adora viajar e aproveita suas viagens para assistir espetáculos de importantes companhias como do Royal Opera House e New York City Ballet. Também aproveita para comparar o desenvolvimento cultural de outros países com o do Brasil e sonha que seu país se desenvolva mais nesse campo.

DÊ SUA OPINIÃO