Como o tema da semana é livre, decidi dar uma nova casa para o texto que escrevi há quatro anos atrás e a quatro mãos com o meu querido amigo companheiro de bancos da UFF , de samba, Bruxelas e perrengues vários Carlos Soares, mais conhecido no neverland  IACS como pedigree.

Um texto de universitários que recém ingressavam no mundo laboral e que com muito humor, fazem uma leitura do panorama que nos aguardava – aguarda? “50 motivos para não se casar com um Produtor Cultural” é antes de tudo uma grande brincadeira e ao reler hoje depois de anos, se mostrou verdade em alguns itens e pura bobagem em outros. Mas, isso é ser produtor também, né? Retroalimentar-se das criações, erros, listas e devaneios. Espero que quem o conheceu em 2010 mate a saudade desse velho amigo e quem o conheça agora tenha generosidade com a inocência dos nossos 20 e muito poucos anos e com o nosso humor, esse atemporal.

O deixo aqui pra morar no Tag :

terça-feira, 29 de junho de 2010

50 razões para não se casar com um Produtor Cultural

Hoje de tarde no twitter, recebi a proposta de criar a 4 mãos com o @pedigra um texto sobre Produtores Culturais nos mesmos moldes do 50 razões para não se casar com um designer e do 50 razões para não se casar com um fotógrafo. O resultado de horas de risos, auto-investigação e diversão vocês conferem abaixo:

  1. Ninguém sabe o que um Produtor Cultural faz;
  2. Produtor Cultural é egocêntrico;
  3. Se você perguntar para um Produtor Cultural o que ele faz, vai receber uma resposta curta e uma expressão de alguém que não aguenta mais repetir a mesma coisa;
  4. O Produtor Cultural, mesmo quando está errado, sempre está com a razão;
  5. Produtores Culturais não ganham dinheiro;
  6. Produtores Culturais não tiram férias;
  7. Produtores Culturais estão sempre atarefados e sempre vão ignorar suas necessidades afetivas;
  8. Toda vez que forem a algum show ele vai ficar horas analisando/criticando a produção;
  9. Mesmo depois de casado, um Produtor Cultural pode descobrir sua porção mulher/macho, te largar e jogar no outro time;
  10. Toda festa que vocês forem ele vai comentar no dia seguinte que não é nada comparada as choppadas do tempo dele no Convés;
  11. Sua comemoração de aniversário se torna uma produção da Broadway, com patrocínio da padaria da esquina, cheia de gente, e você não consegue aproveitar a festa direito;
  12. Produtores Culturais só vão te levar aos cinemas que passam filmes lado B em alemão sem legenda;
  13. Todo Produtor Cultural possui pelo menos dois celulares mas você nunca vai conseguir falar com ele quando precisar;
  14. Não ouse comparar pagode com samba perto de um Produtor Cultural. É capaz de você ouvir por algumas horas um panorama histórico da música popular brasileira;
  15. Sempre que um Produtor Cultural for te responder um e-mail vai acabar copiando para toda a lista de contatos;
  16. Se tem amor à vida, nunca compare o trabalho de um Produtor Cultural à realização de uma micareta. Nunca;
  17. Sempre que você mandar um e-mail romântico para um Produtor Cultural ele vai deletar sem dó nem piedade pois sua caixa de entrada já está lotada e ele não tem tempo para essas baboseiras românticas;
  18. O Produtor Cultural sempre vai te largar para ir em várias estreias ou vernissages, mas nunca irá admitir que vai pelo coquetel e pela boca livre;
  19. A primeira casa do Produtor Cultural é no escritório, a segunda é no bar. Aprenda a conviver com isso;
  20. Produtor Cultural só sabe conversar sobre as alterações nas Leis de Incentivo e como fulano fez pra enquadrar o projeto em dois dias na Petrobrás;
  21. Produtor Cultural nunca vai te dar carona porque não tem carro;
  22. Produtores Culturais não fazem viagens de final de semana, porque trabalham final de semana;
  23. Produtores Culturais vivem cercados de gente interessante, inteligente e mais bem sucedidos que você;
  24. Produtor Cultural sempre está atrasado e chega em casa tarde com a desculpa que estava “preso no trabalho”;
  25. Produtor Cultural vai pra farra com a desculpa de que estava trabalhando;
  26. Produtor Cultural não acorda antes de meio-dia porque estava trabalhando;
  27. Produtores Culturais vivem nos seus celulares;
  28. Produtores Culturais se vestem como se tivessem 25 anos pra sempre;
  29. Produtores Culturais procuram o objetivo, a justificativa e as estratégias de ação da relação, claro que só depois do estudo de viabilidade e de analisar se o cronograma de vocês batem e se está dentro do orçamento;
  30. Produtor Cultural é controlador e quer saber “quem foi que mandou você fazer isso?” o tempo todo;
  31. Produtor Cultural prefere ocupar as horas de lazer com novas idéias de projetos do que com você;
  32. Quando um Produtor Cultural fala que está afim de sair isso significa que quer ir para um bar beber e participar de uma rodinha de violão;
  33. Produtor Cultural quer sempre fazer contato pra ampliar o network, inclusive com gente chata;
  34. Quando sai com você, o Produtor Cultural te leva para as festas mais alternativas onde encontra os amigos mais estranhos do mundo;
  35. Produtor Cultural acha tudo relativo, inclusive você;
  36. Produtor Cultural no cinema analisa luz, fotografia, som, se o lanterninha é educado, se a pipoca tá fresca, se o banheiro tá limpo;
  37. Produtor Cultural em palestra analisa luz, som, se os recepcionistas são educados, se o banheiro tá limpo, se serviram água para os palestrantes sem passar em frente a câmera que registra o evento, se a arte do evento é bem feita, em que gráfica fizeram e se tem o telefone disponível;
  38. Produtor Cultural sempre quer o telefone, e-mail e Facebook de tudo e todos, inclusive daquela vizinha piranha, vaca e suja que você não gosta;
  39. Produtor Cultural cita nomes estranhos como Pierre Bourdieu, Mussum, Zeca Pagodinho, Canclini, Teixeira Coelho, Cartola e Stuart Hall numa mesma frase e espera que você entenda;
  40. Produtor Cultural não fala em mudanças, mas em “quebra de paradigmas”;
  41. Produtor Cultural dorme mal, come mal, fuma muito, bebe muito e toma muito café;
  42. Todo Produtor Cultural já ficou com mais da metade das amigas e/ou amigos;
  43. Metade do armário do Produtor Cultural é preto e a outra metade são blusas de projetos que trabalhou;
  44. Produtor Cultural acha que entende muito de música e por isso pode ser DJ;
  45. Produtor Cultural acha que entende muito de moda e por isso pode ser estilista;
  46. Produtor Cultural acha que entende muito de filosofia e por isso pode falar merda;
  47. Produtor Cultural acha que entende muito de cinema e por isso pode fazer filmes;
  48. Produtor Cultural acha que entende muito de teatro e por isso é ator;
  49. Amigos, namorado (a) e família de Produtor Cultural sempre trabalham em seus projetos de graça para economizar recursos;
  50. Produtor Cultural sempre reclama de tudo.

 

Originalmente publicado em: http://aquelascoisasdacabeca.blogspot.com.br/2010/06/50-razoes-para-nao-se-casar-com-um_29.html

 

Sobre a imagem: Pesquisas apontam que 11 entre 10 produtores culturais da geração 2000 e algo ingressaram no curso para ser igual Maria Clara Diniz. Confessa 😉

Annanda Galvão
Annanda Galvão Ferreira da Silva têm quase tantas profissões quanto sobrenomes: designer de moda pelo SENAI/Cetiqt, Produtora Cultural pela Universidade Federal Fluminense. Cursou Gestão Cultural na Universidade Lusófona de Lisboa e foi investigadora pelo CNPQ-Pibic na Fundação Casa de Rui Barbosa (FCRB) em Políticas Culturais, sendo seu artigo “A visão do Conselho Federal de Cultura sobre as artes popular e erudita” premiado na V jornada de iniciação científica da FCRB e também pela Gerência de Cultura da Escola Sesc de Ensino Médio (2012). Mestre pela Universitat de Barcelona onde cursou o mestrado “Construção e Representação de Identidades Culturais”. Atualmente é aluna do programa de doutorado em Estudios Migratorios da Universidad de Granada, onde continua estudando as migrações a luz das políticas culturais. Tendo atuado em diversas áreas da produção e gestão cultural, realizou instância de colaboração no departamento de conteúdo do teatro do governo espanhol e catalão Mercat de les Flors, tendo coordenado o projeto "Trocas - formació i dansa" de intercâmbio entre entidades espanholas e brasileiras, foi também colaboradora e palestrante do IPAM - International Performes Arts Meeting que acontece dentro do Festival Grec em Barcelona. É professora de elaboração de projetos culturais do curso de formação de agentes culturais dentro do Programa Favela Criativa da Sec-rj gestionado pelo Cieds. É idealizadora de projetos nas áreas de cinema, arquitetura e educação. Apaixonada por viagens, carimbos no passaporte, museus, livros e pessoas , é curiosa por natureza e espera mostrar um pouquinho do que têm visto mundo a fora para os leitores do TagCultural.

7 COMENTÁRIOS

DÊ SUA OPINIÃO