O dia no Teatro José de Alencar começou bem agitado, bailarinos para lá e para cá, tou tous de ballet sendo carregados por todos os lados, competidores ensaiando pelos espaços e corredores, diretores e professores dando suporte aos seus pupilos. Vida de bailarino não é moleza! Antes da magia, da delicadeza, da destreza e beleza vem o preparo, a repetição, o cansaço, a dor, a insistência… O dia e a tarde foi inteiramente dedicado a ensaios e marcações para logo mais ao cair da noite o palco se transformar em um santuário sagrado, onde as estrelas ricamente produzidas mostram sua técnica, virtuosismo e habilidades para os jurados e a imensa plateia que os aguardam.

 

Houve também além de ensaios para a Mostra Competitiva, o ensaio geral para Abertura Oficial do Fendafor, chamando atenção dos turistas visitantes e de quem mais estivesse por ali. Os stands de venda de artigos para dança como as marcas Devant, Bia&Bill, Só Dança e Capézio fizeram sucesso e “bombaram” nas vendas no primeiro dia de exposição. O primeiro dia de mostra no Mercado da Dança iniciou às 16h no palco ao ar livre no jardim do teatro José de Alencar e trouxe inúmeras atrações como: Escola de Dança Ribalta/PA, Escola de Dança Yaline Sabóia/CE, Ribalta Companhia de Dança/PA, Studio de Dança Gisele Sousa/MA, Grupo Bailarinos de Cristo Amor e Doações BCAD/CAIC-CE.

 

 

No domingo dia 28 de junho, competiram bailarinos das categorias Baby, Pré, Infantil, Juvenil, Adulto e Avançado, nas modalidades de: variações, solo clássico livre, solo livre, solo moderno contemporâneo, duo de repertório, duo de clássico livre, duo livre, duo contemporâneo, trio de jazz, trio de danças urbanas, trio de sapateado, trio livre, conjuntos de todas as modalidades, pás de deux e grand pás de deux. Os jurados da noite foram Guivalde Almeida (Diretor da Cia Brasileira de Danças Clássicas de São Paulo/SP), Adriana Vilella (Maitre de Dança e Membro do Conselho Internacional da Dança UNESCO/MG) e Leonardo Quintão (Maitre de Dança de Belo Horizonte/MG).

 

Foram muitos os bailarinos que se destacaram e obtiveram boas notas, dentre um dos grandes destaques da noite devido a sua bela linha, técnica e carisma está o Bailarino Emanuel Tavares (18) do Grupo Cearense de Dança Clássica/CE (direção: Everardo Freitas) dançando duo livre, Pás de Deux e Solo Livre adulto. Lívia de Castro (17) também bailarina do Grupo Cearense de Dança Clássica/CE, mostrou que sabe “bailarinar” como ninguém na ponta do pé, dona de uma invejável flexibilidade e técnica clássica Lívia de Castro se destacou em tudo o que dançou alcançado altíssimas notas na categoria adulta. O Studio In Dance/CE (direção: Márcio Carvalho e Ingrid Rocha) trouxe belíssimas coreografias para abrilhantar ainda mais a noite, seguindo a linha de Jazz Lírico e Contemporâneo. Os Bailarinos Saraline Yonahara (18), Matheus Memória (18) e Róger Oliveira (23) do Studio In Dance merecidamente alcançaram também as melhores notas da noite.

 

 

A Escola de Ballet Janne Ruth/CE (direção: Janne Ruth e Atenita Caira) mostrou que está repleta de bailarinos talentosos como Regilanny Fabrício (21) que não pára de subir ao palco e nos encantar com sua graciosidade, técnica e aptidão para dançar diferentes modalidades como: ballet clássico, dança moderna contemporânea e dança livre. Regilanny Fabrício é dos nomes em maior evidência no Ceará e sempre que passa pelo Fendafor recebe inúmeras premiações e ganha os maiores elogios, claro que não é para menos, quem assiste ou já assistiu esta magnífica bailarina sabe que energia escorre pela ponta de seus dedos. Destacam-se também os bailarinos Felipe Souza (21), Lizandra Paz (21) e Daniel Silva (24). Tantos outros bailarinos suaram a camisa e fizeram bonito na primeira noite da Mostra Competitiva como: Israel Mendes (13) do Grupo AMA/CE (direção: Tamires Freitas e Coreografia: Adailton Ângelo), Carolina Gomes (18) do Grupo Cearense de Dança Clássica/CE (direção: Everardo Freitas), Gabriel Soares (18), Zaya Estevam (18), Priscilla Costa (18), Ediane Ferreira (18), Fernando Montez (17) da Cia Jovem do BCAD/CE (direção: Janne Ruth e coreografia: Cris Jucá), Jézlia Oliveira (17) e Rafael Nogueira (21) do Libertos Grupo de Dança/CE (direção e coreografia: Rafael Nogueira), Mayrla Andrade (30) e Lindemberg Monteiro (45) da Ribalta Companhia de de Dança/PA (Direção e coreografia: Mayrla Andrade e Lindemberg Monteiro).
Há bastante o que aprender quando participamos e quando somos meramente espectadores de uma mostra competitiva de dança, podemos levar ensinamentos e exemplos por toda a vida artística e repassar para futuros bailarinos, professores e coreógrafos. Saber qual tipo de figurino e sapatilha se adequa melhor a cada estilo, que tipo de música usar, que tipo de movimentação utilizar para o nível técnico do bailarino. Aprender com os erros, com pequenos deslizes e também com os méritos alcançados. Ter em mente que a paixão e o amor pela dança devem falar mais alto que qualquer competição e respeitar verdadeiramente o ritual de preparação e o palco, que é local sagrado. O bailarino deve estar ciente que alguns problemas técnicos como linóleo escorregadio podem acontecer e mesmo assim estar preparado para o que der e vier, continuando a sua performance. Foram tantas apresentações e tantos novos talentos se descobrindo que a Mostra Competitiva acabou às 2h da madrugada e mesmo passando pelo nervosismo, espera e fadiga, os bailarinos fizeram bonito e honraram a sua dança. Parabéns a todos que suaram, esperaram, dançaram e emocionaram a plateia no primeiro dia de competições do Fendafor 2015.

 

 

Cris Jucá
Bailarina formada pela escola de Ballet Janne Ruth, coreógrafa, professora de Ballet clássico, Contemporâneo e Alongamento e flexibilidade, Coordenadora Artística da ONG BCAD. Formanda em Educação Física na Universidade Estácio Fic, iniciou seus estudos em dança aos cinco anos de idade e permanece até hoje envolvida no mundo da dança. Participou de vários festivais e tournées dentro e fora do Brasil. Passou pela Escola de ballet Sandra Chavante, Grupo de Dança do Colégio Militar, Corpo de baile do BCAD e Cia de Dança Janne Ruth. Atualmente é bailarina do Studio de Dança Mainara Albuquerque em Fortaleza (Ceará).

DÊ SUA OPINIÃO